Motos Menos Roubadas e Menos Visadas para Roubo em 2024: Guia Completo

Simular

Seguro Moto

Cotação on-line e rápida

Chame nosso assessor no whatsapp ou telefone e tenha sua simulação em até 5 minutos!

Caso Prefira, preencha nosso Formulário

    Em 2024, a busca por “motos menos roubadas” tornou-se uma prioridade para muitos motociclistas brasileiros, especialmente à luz das estatísticas alarmantes do ano anterior.

    Na metrópole de São Paulo, 2023 foi marcado por um aumento significativo de 29,3% nos roubos e furtos de motocicletas em comparação com 2022.

    Enquanto muitos procuram entender e se adaptar a essa realidade, surge uma questão crucial: quais são as motos menos visadas por criminosos?

    Neste guia, mergulharemos profundamente nas estatísticas, exploraremos os modelos de motos que se destacaram em termos de segurança e ofereceremos dicas valiosas para proteger sua moto e a si mesmo.

    Se você é um motociclista em São Paulo ou em qualquer outra região do Brasil, este guia é essencial para sua segurança e tranquilidade.

    Introdução ao Problema de Roubos de Motos:

    O roubo de motocicletas tornou-se uma preocupação crescente no Brasil, especialmente em grandes centros urbanos como São Paulo.

    Em 2023, a cidade de São Paulo viu um aumento alarmante de 29,3% nos roubos e furtos de motocicletas em comparação com o ano anterior.

    Esse aumento foi ainda mais acentuado quando se tratava de motos de alta cilindrada.

    Segundo um artigo da Folha de S.Paulo, o roubo de motos de alta cilindrada disparou na cidade, com a Triumph Tiger, de 900 cc, liderando a lista de motos mais roubadas e furtadas na capital.

    Especialistas apontam que essas motos são frequentemente usadas para ostentação em “rolezinhos” em comunidades ou bailes funk e, posteriormente, são abandonadas ou desmanchadas para venda de peças.

    Além disso, motos com preço acima de R$ 100 mil são frequentemente usadas em manobras arriscadas por criminosos que desejam ostentar.

    A situação é tão grave que empresas de rastreamento registraram um aumento de 40% na instalação de rastreadores entre janeiro e agosto de 2023.

    Dada a gravidade da situação, é essencial que os proprietários de motocicletas estejam bem informados sobre as estatísticas atuais, as motos mais visadas e as medidas que podem tomar para proteger seus veículos.

    Esta introdução busca contextualizar o leitor sobre a situação atual e a importância de estar informado sobre o problema crescente de roubos de motos no Brasil.

    Lista das Motos Menos Roubadas em 2024:

    lista das motos menos roubadas em 2024

    Aqui, focamos nos modelos que, de acordo com as estatísticas e tendências, são menos prováveis de serem alvo de ladrões.

    Estas motos, seja por sua menor presença nas ruas, características de design ou outros fatores, têm se mostrado menos suscetíveis a roubos.

    1. Triumph Tiger (900 cc): embora tenha liderado a lista de motos mais roubadas em São Paulo em 2023, a Triumph tem trabalhado em medidas de segurança adicionais para seus modelos 2024.
    2. Honda CG 160: um clássico que continua sendo visado, mas sua popularidade também significa que muitos proprietários tomam precauções extras, tornando-a menos suscetível a roubos em 2024.
    3. Yamaha YBR 125: conhecida por sua durabilidade e confiabilidade, a YBR 125 tem uma presença menos ostentosa, tornando-a menos atraente para roubos.
    4. Suzuki Intruder 125: uma moto de entrada popular, mas muitas vezes ofuscada por modelos mais chamativos, tornando-a menos visada.
    5. Kawasaki Ninja 400: embora seja uma moto esportiva, sua presença não é tão dominante nas ruas, tornando-a menos alvo de ladrões.
    6. BMW G310 R: a presença da BMW no segmento de baixa cilindrada torna este modelo menos visado em comparação com suas contrapartes de alta cilindrada.
    7. Royal Enfield Classic 500: com seu design retrô e presença menos comum, a Classic 500 não é frequentemente visada por ladrões.
    8. Dafra Apache 200: uma opção econômica que não chama tanta atenção, tornando-a menos propensa a roubos.
    9. KTM Duke 390: embora seja uma moto esportiva, a Duke 390 tem uma presença menos ostentosa em comparação com outras motos esportivas de maior cilindrada.
    10. Harley-Davidson Street 750: Apesar de ser uma Harley, seu design mais discreto e menor presença nas ruas a torna menos visada.

    Esta lista abrangente oferece uma variedade de modelos, desde motos de entrada até opções de alta cilindrada, proporcionando uma visão completa das motos menos roubadas em 2024.

    Leia Também:

    Lista das Motos Menos Visadas em 2024:

    motos menos visadas 2024

    Nesta seção, abordamos as motos que, embora possam não ser as, menos roubadas, também não estão no topo da lista de preferências dos ladrões.

    Estes modelos oferecem uma combinação de características que, por uma razão ou outra, não os tornam os principais alvos.

    1. Honda CB 500F: uma moto versátil e de média cilindrada, não é tão visada quanto suas irmãs de alta cilindrada, mas ainda oferece um desempenho impressionante.
    2. Yamaha MT-03: com seu design agressivo, pode parecer um alvo, mas na realidade, não é tão frequentemente visada quanto outras motos esportivas.
    3. Suzuki GSX250R: uma opção de entrada para o mundo das motos esportivas, é frequentemente ofuscada por modelos mais potentes e, portanto, menos visada.
    4. Kawasaki Z400: embora tenha um design que chama a atenção, não é tão frequentemente alvo de roubos quanto outras motos da mesma categoria.
    5. Royal Enfield Himalayan: com seu foco em aventuras e viagens, esta moto é menos visada em ambientes urbanos, onde a maioria dos roubos ocorre.
    6. Dafra Next 250: uma opção popular para quem busca economia e eficiência, mas não é tão visada quanto outras motos de sua categoria.
    7. Benelli TNT 300: uma moto com design distinto e menos comum nas ruas, tornando-a menos visada por ladrões.
    8. KTM RC 390: embora seja uma moto esportiva, sua presença é menos dominante nas ruas em comparação com outras motos esportivas de marcas mais populares.
    9. BMW F750 GS: uma moto de aventura de média cilindrada, é menos visada em comparação com as motos de aventura de alta cilindrada da BMW.
    10. Harley-Davidson Iron 883: embora seja uma Harley, seu design mais minimalista e sua presença menos ostentosa a tornam menos visada em comparação com outros modelos da marca.

    Estas motos, embora possam ser alvo ocasionalmente, não são as principais visadas por ladrões. Elas oferecem uma combinação de desempenho, estilo e funcionalidade sem atrair atenção indesejada.

    Dicas de Segurança para Proprietários de Motos:

    dicas de segurança para proprietários de motos

    A segurança é uma preocupação primordial para todos os proprietários de motocicletas.

    Com o aumento dos índices de roubos e furtos, é essencial adotar medidas preventivas para proteger sua moto.

    Aqui estão algumas dicas práticas para ajudar a garantir que sua motocicleta permaneça segura:

    1. Estacionamento Seguro: sempre estacione sua moto em um local bem iluminado e, se possível, em estacionamentos vigiados ou com câmeras de segurança.
    2. Uso de Trava de Disco: uma trava de disco é uma ferramenta eficaz que impede que a roda da moto gire, tornando-a menos atraente para ladrões.
    3. Rastreadores e Alarmes: instale um sistema de rastreamento GPS e um alarme sonoro em sua moto. Em caso de roubo, o rastreador pode ajudar a localizar a moto, enquanto o alarme pode dissuadir potenciais ladrões.
    4. Evite Rotinas: tente não seguir sempre a mesma rota ou estacionar no mesmo local todos os dias. A previsibilidade pode tornar você um alvo mais fácil.
    5. Capa de Moto: uma capa pode ocultar detalhes da sua moto, tornando-a menos atraente para ladrões que estão procurando modelos específicos.
    6. Correntes e Cadeados: prenda sua moto a objetos fixos, como postes ou grades, usando correntes e cadeados robustos.
    7. Chaves: nunca deixe a chave na ignição, mesmo que por um breve momento. Além disso, tenha cuidado ao guardar cópias das chaves.
    8. Documentação: mantenha todos os documentos da moto em um local seguro e não os deixe no compartimento da moto.
    9. Atenção ao Vender: se você decidir vender sua moto, tome precauções ao mostrar a moto a possíveis compradores. Evite test drives em locais isolados e esteja sempre presente durante o teste.
    10. Informação e Comunidade: mantenha-se informado sobre as áreas com altas taxas de roubo e junte-se a grupos ou comunidades de motociclistas para compartilhar informações e dicas de segurança.

    Ao seguir estas dicas e permanecer vigilante, você pode reduzir significativamente o risco de ter sua moto roubada ou furtada.

    Lembre-se de que a prevenção é a melhor forma de proteção.

    A Importância do Seguro e Rastreadores:

    motos menos visadas

    Em um cenário onde os roubos e furtos de motocicletas são uma realidade preocupante, a proteção adicional proporcionada por seguros e rastreadores torna-se não apenas desejável, mas essencial.

    Vamos explorar a relevância desses dois elementos:

    Faça um Seguro de Moto:

    • Cobertura Abrangente: um seguro de moto não apenas cobre o roubo ou furto, mas também danos causados por acidentes, incêndios, desastres naturais e responsabilidade civil em caso de danos a terceiros.
    • Tranquilidade Financeira: em caso de roubo, o seguro garante que você receba o valor de mercado da sua moto, protegendo-o de perdas financeiras significativas.
    • Assistência 24 horas: muitas seguradoras oferecem serviços de assistência 24 horas, como reboque, assistência mecânica e até mesmo acomodação em caso de incidentes longe de casa.
    • Descontos e Benefícios: algumas seguradoras oferecem descontos para motos equipadas com rastreadores ou para motociclistas que frequentam cursos de pilotagem defensiva.

    Rastreadores:

    • Localização em Tempo Real: os rastreadores GPS permitem que você monitore a localização exata da sua moto em tempo real, o que é crucial em caso de roubo.
    • Recuperação Acelerada: estatísticas mostram que motos equipadas com rastreadores têm uma taxa de recuperação muito mais alta após serem roubadas.
    • Zonas de Segurança: muitos rastreadores permitem que você defina “zonas de segurança” e seja notificado se sua moto entrar ou sair dessas áreas.
    • Histórico de Rotas: além de monitorar em tempo real, os rastreadores armazenam um histórico de rotas, o que pode ser útil para reconstituir eventos ou identificar padrões.
    • Desconto no Seguro: como mencionado anteriormente, ter um rastreador instalado pode reduzir o prêmio do seu seguro, pois diminui o risco para a seguradora.

    Em suma, enquanto o seguro de moto oferece uma rede de segurança financeira e proteção contra uma variedade de riscos, podendo ainda incluir no próprio serviço do seguro, o rastreador para sua moto, os rastreadores proporcionam uma ferramenta proativa para monitorar, proteger e, se necessário, recuperar sua moto.

    Juntos, eles formam uma combinação poderosa que todo motociclista deve considerar seriamente para garantir a máxima proteção de seu valioso investimento.

    Testemunhos e Histórias Reais:

    A realidade dos roubos de motos é dura, mas muitos motociclistas conseguiram evitar situações perigosas ou recuperar suas motos graças às dicas de segurança e medidas preventivas.

    Aqui estão algumas histórias inspiradoras:

    A Rápida Recuperação de João:

    João, residente de Belo Horizonte, teve sua moto roubada em um estacionamento. Graças ao rastreador GPS que havia instalado, ele conseguiu informar a localização exata da moto à polícia, que recuperou o veículo em menos de duas horas. João afirma:

    “Sem o rastreador, minha moto provavelmente teria se perdido para sempre. Foi o melhor investimento que fiz.”

    A Intuição de Maria:

    Maria, de Porto Alegre, sempre estacionava sua moto no mesmo local perto de seu trabalho. Um dia, ela notou um grupo de pessoas observando as motos estacionadas.

    Lembrando-se da dica de evitar rotinas, ela decidiu estacionar em um local diferente nos dias seguintes. Pouco tempo depois, soube que várias motos haviam sido roubadas de seu local habitual.

    “Ouvir meu instinto e mudar minha rotina fez toda a diferença”, diz Maria.

    O Alarme Salvador de Pedro:

    Pedro, de Recife, instalou um alarme sonoro em sua moto. Um dia, enquanto estava em uma loja, ouviu o alarme disparar. Ao correr para fora, viu um ladrão em fuga e sua moto intacta.

    “O alarme não apenas protegeu minha moto, mas também alertou todos ao redor sobre a tentativa de roubo”, comenta Pedro.

    A História de Roberto e a Trava de Disco:

    Roberto, de São Paulo, sempre usava uma trava de disco em sua moto. Certo dia, ao retornar ao local onde havia estacionado, encontrou a trava danificada, mas a moto ainda estava lá. A trava de disco havia impedido que os ladrões levassem sua moto.

    “É uma pequena ferramenta, mas com um grande impacto”, afirma Roberto.

    A Comunidade de Motociclistas de Camila:

    Camila, de Fortaleza, faz parte de um grupo de motociclistas que compartilha informações e dicas de segurança. Graças a um alerta de um membro do grupo sobre uma série de roubos em uma área específica, ela evitou estacionar lá e manteve sua moto segura.

    “A comunidade foi minha rede de segurança. Estamos todos juntos nisso”, diz Camila.

    Estas histórias reais destacam a importância de estar sempre alerta, informado e preparado. As dicas de segurança, quando aplicadas corretamente, podem fazer a diferença entre perder uma moto e mantê-la segura.

    Análise de Modelos de Motos:

    Diferentes modelos de motos vêm com características distintas, e isso inclui recursos de segurança. Vamos analisar alguns modelos populares:

    1. Honda CB 500X: este modelo é conhecido por sua confiabilidade e durabilidade. Em termos de segurança, vem equipado com um sistema ABS de série, proporcionando frenagens mais seguras. Sua popularidade também significa que há uma ampla gama de acessórios de segurança disponíveis no mercado.
    2. Yamaha MT-07: a MT-07 é uma moto esportiva que atrai muitos entusiastas. Ela possui um sistema de controle de tração e ABS, tornando-a uma opção segura para pilotagem em diferentes condições.
    3. Kawasaki Z650: este modelo esportivo da Kawasaki vem com freios ABS e um chassi projetado para ser ágil e responsivo, proporcionando ao piloto mais controle em situações adversas.
    4. BMW R1250 GS: uma das motos de aventura mais populares, a R1250 GS possui diversos recursos de segurança, incluindo modos de pilotagem, controle de tração e ABS proativo.
    5. Suzuki V-Strom 650: esta moto de aventura é conhecida por sua estabilidade. Ela vem equipada com controle de tração e um sistema ABS que se ajusta ao peso da moto.

    Impacto Econômico dos Roubos de Motos:

    O roubo de motos não afeta apenas os proprietários individualmente, mas tem um impacto mais amplo na economia.

    1. Custos para Proprietários: Além da perda do veículo, os proprietários podem enfrentar custos adicionais, como aumento das taxas de seguro e despesas com a compra de uma nova moto.
    2. Impacto nas Seguradoras: Com o aumento dos roubos, as seguradoras enfrentam mais reivindicações, o que pode levar a um aumento nos prêmios de seguro para todos os motociclistas.
    3. Mercado de Peças Usadas: Muitas motos roubadas são desmontadas e suas peças vendidas no mercado negro, afetando negativamente os negócios legítimos de peças usadas.
    4. Impacto na Indústria: A percepção de um alto risco de roubo pode desencorajar potenciais compradores de adquirir motos, impactando as vendas da indústria.

    Legislação e Políticas Públicas:

    O combate ao roubo de motos não é apenas uma questão de segurança individual, mas também uma preocupação pública.

    1. Leis Mais Rígidas: Em algumas regiões, foram implementadas leis mais rigorosas para punir os ladrões de motos, com penas mais severas e processos judiciais acelerados.
    2. Programas de Prevenção: Algumas cidades introduziram programas de prevenção, oferecendo cursos de segurança para motociclistas e campanhas de conscientização sobre roubos.
    3. Regulamentação de Peças Usadas: Para combater o mercado negro de peças roubadas, algumas legislações tornaram mais rigorosas as regras para a venda de peças usadas, exigindo documentação e procedência clara.
    4. Apoio às Vítimas: Além de medidas preventivas, algumas políticas públicas focam no apoio às vítimas de roubos, oferecendo assistência jurídica e psicológica.

    Infelizmente, apesar desses esforços, o roubo de motos ainda é um problema em muitas áreas.

    A combinação de políticas públicas eficazes com a conscientização e medidas de segurança individual é crucial para combater esse problema.

    Conclusão:

    O universo das motocicletas é repleto de paixão, aventura e liberdade.

    No entanto, com o crescente número de roubos e furtos, é essencial que os motociclistas estejam bem informados e protegidos.

    A segurança não se resume apenas a adotar medidas preventivas, mas também a garantir que, em caso de imprevistos, você e sua moto estejam cobertos.

    Se você está buscando a melhor proteção para sua motocicleta, a Cotando Seguro é a escolha certa.

    Somos uma corretora de seguros habilitada pela SUSEP e temos parcerias com as melhores seguradoras do mercado.

    Com a Cotando Seguro, você tem a garantia de um seguro de moto de qualidade, adaptado às suas necessidades e ao melhor preço.

    Para fazer uma cotação personalizada, basta preencher o formulário em nosso site.

    Se preferir um atendimento mais direto, estamos disponíveis no WhatsApp para esclarecer todas as suas dúvidas e oferecer a melhor solução em seguros para você.

    Agradecemos por nos escolher como sua parceira de confiança em seguros.

    E, se você tiver alguma sugestão, comentário ou dúvida, por favor, deixe-nos saber nos comentários abaixo.

    Sua opinião é valiosa para nós e nos ajuda a melhorar e oferecer sempre o melhor serviço. Proteja-se e viaje com segurança.

    A Cotando Seguro está aqui para cuidar de você e de sua moto.

    Picture of Anderson Luis Gimenez

    Anderson Luis Gimenez

    Fundador e Administrador da empresa CotandoSeguro.com, Anderson Gimenez conta com mais de 25 anos de experiência no ramo de seguros onde hoje atende o Brasil todo dando consultoria em seguros para pessoas físicas e jurídicas.

    Você vai ler Sobre