Seguro DPVAT Moto: regras e opções além do seguro obrigatório

seguro moto

Sempre que uma pessoa adquire uma moto é responsabilidade dela fazer o seguro DPVAT moto (Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre), também conhecido como seguro obrigatório de moto.

Ele é cobrado anualmente junto à primeira parcela do Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). Realizar esse pagamento é muito importante, pois os proprietários de veículos só irão receber o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) do ano em questão, caso o DPVAT moto do ano anterior esteja devidamente quitado.

Quer saber mais sobre esse assunto? Então continue no texto que iremos te contar tudo o que você precisa conhecer sobre o seguro obrigatório de moto. Boa leitura!

O que é e como funciona o DPVAT moto?

O DPVAT moto foi criado em 1974 e é um seguro obrigatório não só para motos, mas para todos os veículos que circulam por via terrestre, como carros, ônibus, caminhões, etc. 

Ele é uma apólice de seguros que garante a indenização de qualquer pessoa que seja vítima de acidentes de trânsito, independente se ela é um condutor, ciclista, passageiro, pedestre ou qualquer outro indivíduo envolvido.

A cobertura é para casos que são necessários realizar o pagamento de Despesas de Assistência Médicas e Suplementares (DAMS), acidentes que causam invalidez permanente ou morte, além da indenização das vítimas.

Contudo, alguns casos não são cobertos pelo seguro obrigatório de moto:

  • fianças e multas que venham a recair sobre o condutor;
  • despesas relacionadas aos processos ou ações criminais;
  • danos pessoais que forem causados por carga de um veículo em via terrestre;
  • acidentes sem vítimas;
  • danos materiais decorrentes de incêndio, roubo ou colisão;
  • acidentes que não ocorreram em solo brasileiro;
  • acidentes que envolveram veículos estrangeiros.

Qual o valor do seguro obrigatório para moto?

O seguro obrigatório de moto deve ser pago à vista e vem junto ao IPVA, caso o seu veículo seja isento desse imposto o pagamento deve ser feito junto ao emplacamento ou licenciamento anual. O valor varia de acordo com o tipo de veículo que você possui:

  • R$ 86,35 caso você tenha um ciclomotor;
  • R$ 185,50 se o seu veículo for uma motocicleta, motoneta ou similares.

Em 2020 o valor foi reduzido em 86% para motos, após a decisão do Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) e a previsão é que o desconto seja mantido por mais quatro anos. 

A redução do valor se deu graças a quebra do monopólio da Seguradora Líder como a única administradora do DPVAT. Agora, como várias seguradoras administram o seguro obrigatório de moto, é possível oferecer um valor mais baixo, bem como melhores formas de pagamento.

Caso o proprietário do veículo não efetue o pagamento do DPVAT para moto, ele não receberá o CRLV. Dessa forma, ele estará sujeito a multa que, além do valor, pode render pontos na carteira de habilitação, bem como a apreensão do veículo.

Para reduzir o número de pessoas inadimplentes, o valor do seguro obrigatório de moto vem embutido na primeira parcela do IPVA ou na cota única, que deve ser paga no início do ano. Para autenticar o pagamento, é preciso informar o RENAVAM da moto (Registro Nacional de Veículos Automotores).

Vale ressaltar que o valor pago pelos motociclistas é mais alto do que o que os condutores de carro. Isso se justifica pelo fato das motos se envolverem em acidentes mais frequentemente do que os automóveis, levando a uma necessidade maior de pagamento de indenização.

Além do seguro obrigatório de moto é importante também contar com o seguro privado. Confira os valores realizando a cotação no site da CotandoSeguro.com!

Homem pilotando alegre, pois está confiante com seu seguro moto

Como são utilizados os recursos do DPVAT moto?

Todo o valor arrecadado pelo DPVAT é distribuído da seguinte maneira:

seguro moto
  • pagamento de indenizações e reservas do seguro: 50% do valor total;
  • Ministério da Saúde, para custear os atendimentos médicos e hospitalares de acidentes de trânsito em todos o país: 45% do valor total;
  • Ministério das Cidades, destinado a programas de prevenção de acidentes no trânsito: 5% do valor total.

Já tenho o DPVAT moto, preciso me preocupar com o seguro de moto?

Como você pode ver, o DPVAT moto é um seguro para danos pessoais, se ocorrer morte, invalidez permanente ou gastos com assistência médica decorrente de acidentes de trânsito. 

Dessa forma, o seguro obrigatório de moto não protege o seu veículo em caso de furto, roubo, dano de terceiros, incêndios e muitas outras coberturas contempladas no seguro de moto.

Para garantir a segurança financeira do seu patrimônio, a única opção é o seguro de moto. Além de todas as vantagens citadas acima, existem vários outros benefícios em adquirir esse serviço:

  • assistência técnica em caso de pane seca ou outros problemas técnicos elétricos;
  • serviços adicionais de emergência, como é o caso de reboque, chaveiro e troca de pneu;
  • coberturas adicionais personalizadas, por exemplo, remoção hospitalar do condutor em caso de acidente, transporte familiar, transporte para recuperação da motocicleta;
  • cobertura de acessórios, como capacete, jaqueta, luvas, etc;
  • descontos em oficinas e outros estabelecimentos parceiros da seguradora. 

Como contratar um seguro de moto?

Para contratar um seguro é fácil, basta contar com a CotandoSeguro.com e realizar uma simulação! Lá você encontra de forma fácil e rápida os valores, planos e coberturas das principais agências de seguro do mercado.

E nós sabemos que escolher um seguro pode não ser uma tarefa fácil e que podem aparecer muitas dúvidas ao longo enquanto você estiver pesquisando. 

Por isso, realizando a cotação com a CotandoSeguro.com, você pode contar com o suporte da nossa equipe de corretores, que estão preparados para te prestar um serviço personalizado, auxiliando no processo de decisão para que você encontre o seguro ideal para você e que caiba no seu bolso!

Gostou de saber mais sobre DPVAT moto? Confira também o nosso artigo sobre tudo o que você precisa saber antes de simular seguro de moto!

Home pilotando alegre, pois está confiante com seu seguro moto
Anderson Luis Gimenez

Anderson Luis Gimenez

Fundador e Administrador da empresa CotandoSeguro.com, Anderson Gimenez conta com mais de 25 anos de experiência no ramo de seguros onde hoje atende o Brasil todo dando consultoria em seguros para pessoas físicas e jurídicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você vai ler Sobre