Seguro de cargas

Entrar em contato com um corretor de seguros é fundamental antes de comprar qualquer apólice de qualquer modalidade de seguro, no caso do transporte rodoviário de carga o corretor é uma figura imprescindível até pelas características naturais desse seguro.

Seguros de carga de transporte é característica de um pequeno número de empresas devido à complexidade no gerenciamento dos riscos, dos agentes envolvidos e das características de cada transporte. Só paras se ter uma ideia existem mais de 40 garantias nos seguros de transportes. A diferenciação começa no contrato de seguro que devem ser feitos a cada viagem. Os prêmios também variam muito por tipo de carga, por região de origem e destino do frete. Os riscos são muitos: acidente com o veículo, roubo das mercadorias, danos à carga, problemas de armazenamento, entre outros. Advém dessa complexidade o papel de orientação que o corretor de seguros especializados faz.

Transportadores de carga nacional e internacional, os proprietários de bens e mercadorias não dispensam a contratação dos seguros de transporte para evitar prejuízos durante a distribuição de produtos. O risco de roubo é uma ameaça comum e as ocorrências mais frequentes indicam que os ladrões “preferem” as chamadas “cargas secas”: mercadorias com alto valor agregado e de fácil distribuição no mercado como cigarros, medicamentos, aparelhos eletrônicos e outras.

As mercadorias transportadas por quaisquer meios de transporte devem ter a proteção de três seguros: o de transporte, o de responsabilidade civil e o da carga. Os seguros de carga para o transporte rodoviário, também chamado “RR” (Riscos Rodoviários), é obrigatório aos proprietários das mercadorias (embarcadores) é um seguro amplo e garante o patrimônio físico durante o seu transporte, isto é, indeniza os danos à carga, causados por acidentes com o veículo transportador, roubo e furto e armazenamento.

Os outros dois seguros são: o seguro de responsabilidade civil (RCTR-C), obrigatório para transportadores e assegura as perdas que podem ocorrer à carga sob a responsabilidade do transportador. É um seguro porta a porta, do momento do embarque da carga no veículo transportador até quando as mercadorias são descarregadas do veículo no destino final. Cobre danos e prejuízos causados à mercadoria durante o transporte em caso de acidente com o veículo, provocado por colisão, capotagem, abalroamento, tombamento, incêndio ou explosão. Esse tipo de seguro cobre, ainda, roubo das mercadorias transportadas por assalto à mão armada ou desaparecimento da carga (quando o veículo também é roubado). Por vezes, a cobertura contra roubo precisa ser contratada adicionalmente, mas é facultativa para os transportadores. É o seguro RCF-DC que cobre especificamente o roubo de cargas

A cobertura básica cobre danos e prejuízos causados à carga transportada por qualquer modal de transporte, mas são distintas quando o transporte é nacional ou internacional. O seguro de transporte internacional segue a estrutura dos contratos de importação e exportação. Os embarcadores costumam contratar um seguro multimodal para se garantirem contra riscos em todos os meios de transporte que forem utilizados para o transporte da carga, durante todo o percurso, da origem ao destino final. Além da indenização para eventuais perdas e danos à mercadoria transportada, esse tipo de seguro cobre impostos, frete, lucros esperados e despesas diversas.

O seguro de responsabilidade civil de transportes de carga é obrigatório e contratado pelo transportador. Garante indenização para os danos causados a terceiros, no caso, os proprietários da carga. A cobertura abrange acidentes que possam ocorrer por culpa do condutor do veículo transportador. Não cobre roubo ou furto das mercadorias nem danos provocados por embalagens inadequadas ou por mau acondicionamento dos produtos. Além dos seguros de transporte rodoviário, os outros modais, aéreo e marítimo, têm seus próprios seguros de responsabilidade civil obrigatórios e outros específicos, mas facultativos.

A complexidade do seguro de transportes é grande e decorre da variedade de cargas, tipo de transporte, mercadoria, embalagem, perecibilidade, destino, período coberto, tipo de cobertura (completa, parcial, etc.), frequência de ocorrências e valores indenizados. Quanto menor o risco, a frequência de ocorrências e os valores indenizados, menor será a taxa de seguro.

[Total: 0    Média: 0/5]

admin

Fundador e Administrador da empresa CotandoSeguro.com, Anderson Gimenez conta com mais de 25 anos de experiência no ramo de seguros onde hoje atende o Brasil todo dando consultoria em seguros para pessoas físicas e jurídicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *