Cuidados com o carro: pneus e fluído de arrefecimento

Melhor Seguro para Você

Nossa ferramenta calcula seu seguro em mais de 10 seguradoras.

    Chame nosso assessor no whatsapp e tenha sua simulação em até 5 minutos!

    Com o feriado de prolongado Corpus Christi chegando quem vai viajar precisa checar vários itens como filtros e óleo do motor, sistemas de freio e de suspensão, bateria, faróis e os pneus.

    Com o feriado de prolongado Corpus Christi chegando quem pretende viajar precisa checar vários itens básicos do veículo como filtros e óleo do motor, água do radiador, sistemas de freio e de suspensão, bateria, faróis e palhetas do limpador do para-brisa e, entre vários outros, um de suma importância: os pneus. Os pneus são o principal elo entre o veículo e o solo.

    Cuidados com o carro: pneus e fluído de arrefecimento

    Muito da estabilidade e da segurança do veículo vem deles que são fundamentais também para o bom funcionamento de vários outros sistemas como a suspensão, a transmissão, a tração, a direção e a frenagem. Comece pela calibragem dos pneus, que deve ser feita regularmente, ainda mais antes de pegar a estrada. A baixa pressão de inflação pode acarretar uma série de consequências como desgaste prematuro, maior consumo de combustível, perda de estabilidade e até acidentes. A calibragem correta é essencial para uma boa condição de rodagem, boa dirigibilidade e menor consumo de combustível. Já que o ar interno é um dos componentes do pneu, sem ar ou com pressão abaixo da especificada, o veículo pode sofrer perda de aderência, risco de detalonamento (quando o pneu “desencaixa” da roda), deterioração da estrutura interna do pneu devido ao aquecimento extremo durante a rodagem, instabilidade, maior esforço do motor e perda de aderência sobre superfícies molhadas (aquaplanagem), comprometendo diretamente o comportamento e a segurança do veículo. A calibragem dos pneus deve ser feita semanalmente, sempre a frio (num posto que fique no máximo a 2 km da sua casa) e incluindo o estepe (que deve ser calibrado com uma pressão até 5 psi a mais que o normal). Outra medida simples de prevenção é fazer o rodízio de pneus, isto é, inversão das posições entre os dianteiros e os traseiros que tem por função equalizar o desgaste e garantir uma vida longa e uniforme aos pneus. O ideal é fazer o rodízio periodicamente, de acordo com o manual do veículo. Na ausência da indicação do fabricante do veículo, o rodízio pode ser feito a cada oito mil quilômetros para pneus radiais, e a cada cinco mil para os diagonais. Se você for comprar somente 2 pneus novos a recomendação é que sejam instalados no eixo traseiro e não no dianteiro. O risco de um acidente pela falta de aderência no eixo traseiro é sempre maior porque o veículo tende a perder a estabilidade, dificultando o controle da direção. Quando os pneus dianteiros perdem a aderência, a perda de dirigibilidade é momentânea e é mais fácil de controlar o carro. Fluído de arrefecimento Ninguém gosta de ficar de “cabeça quente” ainda mais no feriado. O carro também não gosta de esquentar e para isso existe o fluido de arrefecimento que percorre a estrutura do motor por galerias internas, mantendo sua temperatura de trabalho estável em torno de 90°C. Abaixo dessa temperatura ideal, aumenta, e muito, o consumo de combustível. Acima de 90°C o motor pode fundir. O líquido do fluído de arrefecimento é composto por etileno ou propileno glicol, que garantem a proteção contra o congelamento ou a ebulição, mantendo as propriedades de transferência de calor. Recentemente, foi lançado um fluido de arrefecimento de vida longa, que incorpora ácido orgânico, enquanto os convencionais usam aditivos inorgânicos para conseguir proteção contra corrosão. A nova tecnologia, chamada de OAT, amplia o tempo de vida do produto. O tempo de vida do fluido para carros de passeio é em de cinco anos ou 150 mil quilômetros. Em veículos pesados, com motorização diesel, esse fluido passa dos 300 mil quilômetros. O fluido convencional dura no máximo três anos devido à deterioração dos inibidores de corrosão. Se você quiser trocar o fluido convencional pelo de vida estendida, primeiro providencie uma limpeza do sistema, removendo todo fluido antigo antes de encher com o novo, os dois juntos não funcionam. Assim você garante todos os benefícios que a evolução da tecnologia já está oferecendo ao seu carro. E não terá motivos para esquentar a cabeça.

    Picture of Anderson Luis Gimenez

    Anderson Luis Gimenez

    Fundador e Administrador da empresa CotandoSeguro.com, Anderson Gimenez conta com mais de 25 anos de experiência no ramo de seguros onde hoje atende o Brasil todo dando consultoria em seguros para pessoas físicas e jurídicas.

    Você vai ler Sobre